“Chega não aguento mais!!!”, assim me encontrava.

Eu fui rejeitada já no meu nascimento. Com mais ou menos sete anos, fui violentada. Meus irmãos foram testemunhas, presenciaram tudo…A partir daquele momento não tive paz e meus olhos se abriram, acabando com a minha infância e pureza. Perturbações me acompanhavam, era assediada ainda mais por pedófilos, tanto que no dia do estrupo eu não me esquecia das palavras dele “você é minha”

Então, como entender que uma criança atraia tanta maldade! A criança não tem seios, o seu corpo não é formado, mas os adultos queriam tocar.

Na minha cabeça, eu era a culpada de tudo. E eu não procurava ajuda, só sentia medo…As perturbações me acompanhavam no decorrer da idade, via vultos, ouvia vozes, pesadelos, na escola fazia as necessidades na roupa para não ir ao banheiro sozinha, e os pensamentos de morte me rodeavam, como se morrendo eu encontrasse a paz.

Aos 14 anos acabei caindo no conto do vigário, “você é a mulher da minha vida, te amo” me encantei, e o inferno aumentou. Uma relação rodeada de brigas e ciúmes, por estar cega de paixão me sujeitava a tudo, e no momento do fim da relação, fiquei sem chão.

Quando pensei que estivesse dado a volta por cima, por ter encontrado alguém, tudo acaba. O filme do início da minha vida passou na minha mente, já não tinha mais sentido viver…Os pensamentos eram que “sou um problema, a causa de tanta dor para todo mundo, se eu morresse encontraria a paz e também iria trazer tranquilidade a todos por não existir mais”. Foi quando tentei me matar.

Conheci a existência de Deus quando estava dopada de veneno, ouvia o desespero da família, perdida sem saber o que fazer, pois não sabia que eu tinha tomado veneno.

Na mente, falei com Deus: “Se o SENHOR existe não me deixe morrer”. Ele me atendeu.

Os livramentos, os problemas, me fizeram conhecer a fé, mas minha entrega, em fazer a vontade Dele, mudou a minha história. Hoje com 31 anos sou realizada, completa e com paz tão desejada.

Amo e sou amada, casada há onze anos, ou melhor, onze anos de namoro, pois o amor cresce a cada dia…

Quando temos esta experiência de conhecer o significado da Paz e do Amor, não medimos esforços para também passar adiante o que recebemos levando a cada um a esperança de um recomeço.

– Autora Anónima